O futuro do passado não é o presente

Segundo alguns filmes sci-fi do século passado, as pessoas do futuro (vulgo nós) vestiriam apenas roupas prateadas e dirigiriam carros voadores. De Volta para o Futuro 2 chegou bem mais perto ao prever a existência de tecnologias similares a tablets, drones e óculos de realidade virtual em 2015. Infelizmente, continuamos esperando o skate voador chegar (estamos perto).

Sem querer tirar os méritos de Dr. Brown e Marty McFly, mas o filme foi lançado há “apenas” 30 anos. Em 1900, antes desse negócio de prever o novo milênio ser mainstream, artistas franceses já imaginavam como seriam os anos 2000. O resultado é esta curiosa fusão steampunk entre novas tecnologias e maquinaria antiga:

No fim das contas, sabemos que visualizar o que vem pela frente não é fácil, no entanto, é difícil se esquivar dessa necessidade. Precisamos ser capazes de detectar sinais que fogem ao padrão de hoje e anunciam, quase que de maneira profética o que acontecerá amanhã. Não é magia, é habilidade, que você pode aprender.

Colecione sinais (fatos, notícias, personalidades, produtos, etc) e veja se eles não estão juntos, num nível simbólico, enviando uma mensagem única, quase que apontando em uma direção. Talvez seja pra lá que esteja indo o mundo, ou pelo menos uma parte dele.

Ferramenta pra fazer isso? Experimente o Pinterest.

Só é pego de surpresa quem estava destraído, ou melhor, destreinado. ;)

Posted on April 18, 2016 .