Creativity MasterClass 04, com Charles Watson
Sep
29
to Oct 1

Creativity MasterClass 04, com Charles Watson

Quem conhece o CoolHow e a MasterClass já sabe que essa relação é de longa data. Charles Watson volta à Beagá e traz sua série de workshop sobre criatividade. Ah, mas se você ainda não conhece, essa é a oportunidade perfeita de vivenciar essa imersão com quem é referência no assunto.

Na MasterClass 04 vamos conversar sobre como a visualização é o mais autônomo e prático de todos os workshops da série, com diversos exercícios destinados a consolidação da informação disponibilizada.

O termo visualização refere-se ao processo de pensar através de imagens ao invés de palavras. Apesar de ser uma poderosa ferramenta para a conceitualização criativa, tem sido sistematicamente negligenciada nas estruturas educativas existentes.

>> Uma vez sabendo que nosso córtex visual é a maior região do cérebro destinada ao processamento de dados sensoriais, seria um desperdício não levar isso em consideração.

Pesquisas recentes não estão apenas transformando a maneira que pensamos sobre o papel da visualização no processo criativo, como também confirmando o que mentores e professores já conhecem há anos - que a habilidade de visualizar é uma das mais importantes ferramentas no arsenal de táticas criativas.

Do ponto de vista neurocientífico, existem semelhanças entre fazer algo, e a simulação visual da mesma ação. Não há mais dúvidas que a capacidade de formar e manipular imagens associadas a uma atividade é capaz de promover mudanças inclusive na nossa arquitetura cognitiva.

Como será?

Como já disse mais acima, esse curso será de palestras interativas. Incluindo entrevistas com dezenas de profissionais de várias áreas de atuação, o workshop abrange todos os aspectos de visualização considerados fundamentais para um desempenho criativo otimizado.

Esse curso é pra mim?

São ao todo 4 palestras - Percepção, Thinking, Seeing e Doing - direcionadas a designers, arquitetos, publicitários, empresários, artistas e todos para quem a geração de novas ideias é fundamental, demonstrando a eficácia da visualização no processo criativo. Ou seja, esse curso é pra todo mundo.

Quem é o professor?

Charles Watson nasceu na Escócia mas fez do Brasil a sua casa há mais de três décadas.

* Apesar de ser escocês, o Charles já fala português super bem e o curso será na nossa boa língua portuguesa.

É educador e palestrante, especializado no Processo Criativo / Problem Finding e Desempenho Otimizado. Formado em Arte e Literatura pela Bath University na Inglaterra, ministra o workshop O Processo Criativo, na Escola de Artes Visuais Parque Lage. De centros culturais pelo Brasil a empresas como Coca-Cola, Natura, Procter&Gamble, Globo, Vale, realiza palestras desde a década de 90. Sua pesquisa interdisciplinar, constantemente atualizada, investiga fatores que influenciam processos de inovação e criação. Diretor do workshop Dynamic Encounters, há 24 anos proporciona viagens nacionais (80) e internacionais (54), com visitas a instituições culturais, museus, galerias, eventos de arte e ateliês de artistas, resultando em um acervo audiovisual de aproximadamente 1.500 horas de entrevistas com profissionais da indústria criativa.

Isso tudo e ninguém imagina que ele também já foi lutador de boxe amador, servente de pedreiro, trabalhou em um pesqueiro de arrastão e até como coveiro. “Nada anormal para um escocês”, diz ele.

Carga horária:

12 horas.

Quando?

 29 de setembro de 2017

De 18h às 22h30.

30 de setembro a 01 de outubro de 2017

De 14h às 18h.

Gostei ein. Vamos falar de valores? 

Até 15/09:
4x R$157,50 ou R$630,00

A partir 16/09: 
4x R$170,00 ou R$680,00

E a forma de pagamento?

Cartão de crédito via Sympla ou Transferência bancária (5% de desconto).

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: lari@coolhow.com.br

*vale um grupo de amigos? Sim!

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui, vai ser um prazer poder esclarecer suas dúvidas e conversar um pouco mais: lari@coolhow.com.br

View Event →
Para Amadores - Fazendo sua própria carteira
Oct
2
to Oct 4

Para Amadores - Fazendo sua própria carteira

EDIÇÃO MACRAFT

Em tempos de muito consumo e inúmeras datas comerciais, a relação entre homem e produtos cresceu e, infelizmente, ganhou prazo de validade. 
O que você busca quando compra um produto? Todo produto tem uma história que vai para além do que se vê na prateleira. E se você se tornasse o protagonista dessa história? 
O número e a visibilidade de produtores locais têm aumentado junto a essa vontade de se relacionar com o fazer, com o conceito e os produtos em si.
A série de workshops Para Amadores vai oferecer a oportunidade de se conectar com o que encontramos nas prateleiras, a chance de resgatar o vínculo com o que compramos e mudar o costume de consumir sem significado.
Expositores da Mooca irão ensinar seu conceito, processo de criação e trazer a produção para a nossa prática. Quem não deseja ter a sensação de fazer com as próprias mãos aquilo que vai usar ou presentear alguém?
Como o nome diz, o curso é pra todo mundo: você que tem mais facilidade artística e se sente confortável com o criar, ou quem nunca teve a experiência mas de cara se simpatizou com os dizeres "para amadores" e viu que essa é a chance de aprender e fazer.

Quem vai guiar o workshop?
Nesta edição, quem vem para oferecer essa experiência será o Emanuel Lucas, product designer por formação acadêmica e artesão por criação.

A MaCraft é um ateliê especializado em produzir peças com resíduos de couro. Alinha design, genuinidade e técnicas artesanais para oferecer produtos únicos e exclusivos.
Um ateliê que nasce do conceito de reutilização de materiais que iriam para o lixo, através do garimpo do couro em empresas e lojas onde o descarte acontece.
A ênfase produtiva da MaCraft é transformar a matéria pelas mãos, transpondo uma infinidade de características do mestre/artesão/artista para o produto que será seu.

Tem limite de inscrições?
Sim!! Esse workshop terá um limite de 20 vagas. O processo requer uma atenção e auxílio individual. Será uma aproximação não só com o produto que você irá fazer, mas com aquele que irá ensinar e aprender com você.
Ou seja, corre e garante sua vaga!

Quando?
02 e 04 de outubro de 2017
Segunda e quarta, de 18h às 21h.

Gostei muito. Qual será o valor?
2x de R$110,00 ou R$220,00

E a forma de pagamento?
Cartão de crédito via Sympla ou Transferência bancária (5% de desconto).

Ainda estou com dúvidas.
Só chamar aqui, vai ser um prazer esclarecer suas dúvidas e conversar um pouco mais: lari@coolhow.com

View Event →
Trend Studies
Oct
21
to Oct 22

Trend Studies

Um curso de Coolhunting é uma competência indispensável para qualquer profissional ou área que queira se destacar no mercado hoje. Esse curso, de Pesquisa e Análise de Tendências, vem mais completo,  aprofundando em desenvolver estratégias e habilidades práticas para investigar e analisar tendências:

> Ser capaz de identificar possíveis padrões futuros de comportamento de consumo através da observação de fenômenos culturais e sociais, técnicas de pesquisa e análise de tendências.

> Combater a imprevisibilidade e lançar negócios, produtos, serviços e campanhas alinhadas ao espírito do tempo e aos reais anseios do mercado consumidor. Antecipar tendências e desenvolver estratégias a partir desse conhecimento.

Se é o seu caso: siga em frente.  Se não for, vai por mim: siga em frente também. Não tem empresa ou pessoa hoje, num mundo girando tão rápido, que possa dispensar uma habilidade tão importante para inovar de forma sustentável e responsável como essa. É preciso se mexer e correr atrás para acompanhar, reconhecer e inovar no mercado.

Qual objetivo do workshop?

Nesse workshop você vai desenvolver habilidade prática para a investigação e análise de tendências e aprender a interpretar os sinais que determinam o comportamento de consumo atual e futuro através da análise da dinâmica cultural contemporânea. Ao final, você estará apto a enxergar os fenômenos da sociedade de consumo e se antecipar a movimentos sociais, econômicos e culturais que deflagram novos hábitos de compra e, consequentemente, oportunidades de negócio.

Como vai ser? 

1º momento

Pesquisa de mercado: overview

Conceitos de tendências

O zeitgeist

2º momento

Geração Z e os novos influenciadores

Metodologia de pesquisa > 03 passos para a detecção de tendências

Contra-tendência

3º momento:

To cool or not to cool?

Aplicação estratégica da pesquisa de tendências

Referências e fontes bibliográficas e online

ATIVIDADE PRÁTICA > produção de zeitgeist map

Esse workshop é pra mim?

É. Lembra do início da nossa conversa lá em cima? Esse workshop é pra você que deseja modelar (ou remodelar) seu negócio, produto e serviço alinhado ao que está acontecendo e tende a vir acontecer no mercado. Pra você profissionais de qualquer área - em especial as que envolvem estratégia, inovação, marketing e planejamento - que precisa acertar no planejamento e na campanha, que precisa desenvolver o produto/serviço certo para o público certo e também quer entender melhor o comportamento do seu público para aperfeiçoar sua forma de vender. E você que trabalha com educação ou gestão de pessoas? Aposto que já encontrou motivo pra fazer o workshop.

Se ainda não encontrou seu motivo, avisa a gente aqui. Porque o motivo existe, pra T-O-D-O mundo!

Quem é a professora?

Andrea Greca é jornalista, professora e pesquisadora, pós-graduada em Coolhunting e Investigação Qualitativa de Tendências pela Universidade Ramón Llull, em Barcelona. Em ensino livre, leciona na Perestroika e Redhook School. Vencedora da 2014 QRCA Advanced Global Outreach Scholarship. Andrea Greca é diretora da Berlin, agência de pesquisa qualitativa de tendências. Com um currículo de se orgulhar, Andrea sempre, desde pequena, é muito curiosa e observadora. Sua mãe conta que se a deixasse sentadinha num canto, lá estava ela, 3 horas depois, apenas olhando e registrando o que se passava ao seu redor. De certa forma continua igual, mas além de olhar e registrar tem necessidade de compreender o que acontece no mundo, o por quê das coisas serem como são - e foi justamente essa inquietude que a levou a cursar jornalismo e, em seguida, se especializar em pesquisa de mercado e análise de tendências. Gosta de ler, viajar, estudar, aprender coisas novas, conhecer pessoas e explorar lugares diferentes. Apaixonada por psicanálise (#teamFreud) e em um relacionamento sério com biografias.

* Fica a dica: quem tiver indicações de biografias, Andrea está aceitando recomendações ;)

Carga horária:

12 horas.

Quando?

21 e 22 de outubro. De 10 às 17h.

Gostei ein. Vamos falar de valores?

Até 10/10

4x de R$140,00 ou R$560,00

A partir de 11/10:

4x de R$150,00 ou R$600,00

E a forma de pagamento?

Cartão de crédito via Sympla ou Transferência bancária (5% de desconto).

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: lari@coolhow.com.br

*vale um grupo de amigos? Sim!

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui, vai ser um prazer poder esclarecer suas dúvidas e conversar um pouquinho mais: lari@coolhow.com.br

View Event →

Simples: Escrita Criativa e Afetuosa
Sep
23
10:00am10:00am

Simples: Escrita Criativa e Afetuosa

chw_banner_site_curso_simples.png

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes de informar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

  • Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

  • Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

  • Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

  • Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado.

Quem é a professora?

Ana Holanda é editora-chefe da revista Vida Simples há seis anos, escritora e criadora do projeto online Minha Mãe Fazia e autora do livro Minha Mãe Fazia - Crônicas e Receitas Cheias de Afeto (Rocco/Bicicleta Amarela). A marca de sua escrita e de seus projetos é o desenvolvimento de um texto leve, solto e, principalmente, delicado e cheio de afeto (sem ser piegas). Seu curso de escrita afetiva já foi para as principais capitais do país e seu curso costuma ser citado pelos alunos como “um divisor de águas”. É professora e embaixadora da The School of Life no Brasil e colunista da revista Máxima (Comida de Alma). Tem 20 anos de jornalismo e já passou pelas principais redações do país. Mas foi na escrita afetiva que se encontrou 

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

23 de setembro. Das 10h às 19h

Gostei ein. Vamos falar de valores? 

Até 11/08:
4x R$140,00 ou R$ 560,00

A partir do dia 12/08:
4x R$150,00 ou R$600,00

E a forma de pagamento?

Cartão de crédito via Sympla ou Transferência bancária (5% de desconto).

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: lari@coolhow.com.br

*vale um grupo de amigos? Sim!

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui, vai ser um prazer poder esclarecer suas dúvidas e conversar um pouco mais: lari@coolhow.com.br

View Event →
Coragem: Você tem medo de quê?
Jun
24
to Jun 25

Coragem: Você tem medo de quê?


Você sabia que 49% das empresas canadenses, consideradas corajosas, introduziram produtos e serviços significantes nos últimos 5 anos? Pois é, enquanto empresas que não se arriscam conseguiram apenas 23%. Pouca coragem, principalmente entre lideranças, pode resultar em decisões receosas e deixar as organizações cercadas por medos e dúvidas. E olha que quem disse isso nem foi a gente, mas uma das maiores consultorias do mundo, a Deloitte Canada.

Essa diferença mostra que a coragem não é a ficção dos filmes e seus heróis. É a vida real, assim como o mercado de hoje. Desenvolver essa coragem, como defende o professor de Harvard Bill George, é o que difere os grandes líderes dos excelentes gerentes.

O futuro pertence aos corajosos. Acreditamos que coragem é uma habilidade e como tal, pode ser trabalhada e desenvolvida para que pessoas e organizações possam se arriscar e inovar.

Qual o objetivo do workshop?

Muitas vezes nossa coragem é inibida e ficamos receosos com o que pode resultar dela, já que coragem é também aceitar os erros. Todos temos potencial de ser ou, pelo menos, tentar agir e arriscar. Por isso, a coragem não pertence apenas àqueles que nasceram com ela – qualquer pessoa é capaz de aprender e colocá-la em prática, de aceitar que pode sim ser o protagonista de sua vida e dos negócios. Já que a pós-modernidade do século 21 cobra isso das pessoas e do mercado, e a coragem torna-se a virtude mais cobiçada de todas, eis aqui uma oportunidade de tornar-se corajoso.

Como vai ser?

A inércia não é - ou não deveria ser - um destino inevitável para indivíduos e negócios. Mas como a mudança pode vencer o medo, a resistência e a paralisia? E qual é o modelo mental ideal para que a transformação e a inovação ocorram de forma autêntica, equilibrada e criativa? Com abordagem multidisciplinar, este workshop irá apresentar a Coragem - que pressupõe a intenção de agir apesar do medo - como um ativo fundamental para o processo de mudança e inovação na vida e no trabalho. A essência desta virtude - tanto como força interna quanto ativo organizacional - consiste na prática individual e coletiva da coragem de ser, de tentar, de perseverar e até de duvidar.  
Este curso irá inspirar o caminho entre a razão e a intuição, explorando novas formas de pensar e de questionar o processo de mudança e inovação tendo a coragem como fio condutor.

Esse workshop é pra mim?

Se você não consegue tirar o sonho do papel, arriscar e colocá-lo em prática, sim. Se esse sonho já está engatilhado, mas dar o próximo passo, inovar e causar mudanças é um enorme obstáculo, esse curso também é para você.

É para quem tem o desejo de ser o protagonista superautêntico e corajoso, mostrar bravura e coragem para aceitar e aprender com o erro, seja na vida ou nos negócios.

Quem é a professora?

Patricia Cotton nasceu no Rio e adotou Berlim como um segundo lar. Já foi executiva de Comunicação, hoje é múltipla, a favor da transformação e da criatividade. Experimentando caminhos ao contrário do senso comum, idealizou a semente do Upside Down Thinking, sua filosofia de vida e de trabalho.

A partir de escolhas pessoais inusitadas, criou um movimento de “pensar ao contrário” que virou trabalho. Aprofundou o conhecimento em liderança criativa e mudança através de um MBA na Berlin School of Creative Leadership e de uma imersão na Team Academy, na Finlândia, entre outras aventuras.

Ao longo da vida, aprendeu que ir para longe revela o que está perto. E que a direção oposta é muitas vezes o caminho mais reto. Ou não. Na dúvida, sempre pensa o contrário.

Carga horária:

12 horas.

Quando?

24 e 25 de junho. De 10 às 17h.

Gostei ein. Vamos falar de valores? 

4x R$140,00 ou R$ 560,00

E a forma de pagamento?

Cartão de crédito via Sympla ou Transferência bancária (5% de desconto).

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: lari@coolhow.com.br

*vale um grupo de amigos? Sim!

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui, vai ser um prazer poder esclarecer suas dúvidas e conversar um pouco mais: lari@coolhow.com.br

View Event →
SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (BH)
Dec
3
10:00am10:00am

SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (BH)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes de informar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

03 de Dezembro. Das 10h às 19h.

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

1º Lote

4x de R$145 ou R$580

2º Lote

4x de R$150 ou R$600

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui.

Quero fazer minha inscrição agora!

View Event →
SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Brasília)
Nov
26
10:00am10:00am

SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Brasília)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes deinformar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

26 de novembro. Das 10h às 19h

Onde?

Brasília – local a definir.

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

4x de R$145 ou R$580 (1º Lote)

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto – solicite os dados pelo e-mail contato@coolhow.com.br)

Boleto ou cartão de crédito via Sympla.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

View Event →
SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Recife)
Nov
5
10:00am10:00am

SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Recife)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes deinformar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

05 de novembro. Das 10h às 19h

Onde?

Recife – Região do Porto Digital. 

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

4x de R$145 ou R$580

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto – solicite os dados pelo e-mail contato@coolhow.com.br)

Boleto ou cartão de crédito via Sympla.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

View Event →
Creativity MasterClass 02 - A Exceção é a Regra
Oct
14
to Oct 16

Creativity MasterClass 02 - A Exceção é a Regra

O Workshop

Em meio a densas redes de interconectividade, alta velocidade e sobrecarga de informação, estamos experimentando alterações num ritmo nunca antes testemunhado na história humana. O paradigma reducionista da eficiência implementado por Winslow Taylor e Henry Ford no início do século XX, embora ainda seja importante, não é mais suficiente para enfrentar a complexidade desconcertante deste novo mundo que está diante de nós.

Futuros imprevisíveis já não são suscetíveis aos nossos métodos de análise e sugerem a implementação de novos modelos de investigação. Como disse um ex-diretor da INTEL, Andrew Grove,

“Os padrões de sucesso do passado geram a complacência que leva ao fracasso futuro”

Surpreendentemente, fatores cognitivos antes associados com atividades artísticas (pensamento divergente) estão se tornando indispensáveis neste cenário mundial. 

Metodologia

Usando metáforas extraídas da evolução darwiniana, da ecologia e de sistemas adaptativos complexos – como o sistema imunológico e o comportamento de animais sociais, o curso discute a urgência da elaboração de novos instrumentos para a geração de possíveis respostas para problemas que ainda estão por vir. O MasterClass 02 / A Exceção é a Regra consiste em 5 palestras escolhidas a partir de um repertório de 11 temas disponíveis neste módulo – esta escolha será efetuada de acordo com as particularidades da composição de cada grupo.

Temas

01. THE IRIDIUM ANOMALY (Evolução como Metáfora, Exaptação, Etapas Incipientes…..)

02. SERENDIPITY, CHANCE, EXAPTAÇÃO: (a necessidade do acaso no Sistema)

03. SISTEMAS COMPLEXOS ADAPTÁVEIS (a dicotomia Top Down / Bottom Up)

04. ROBUSTEZ / RESILIÊNCIA: (O declínio de um paradigmo / adaptabilidade organizacional sustentado)

05. PADRÕES DE SUCESSOS PASSADOS: (Experiência é Traiçoeira)

06. EFEITO EINSTELLUNG / FUNCTIONAL FIXEDNESS / CONFIRMATION BIAS (as travas cognitivas)

07. SÍNDROME DO SEGUNDO PRODUTO: (Sucesso como Fracasso)

08. A EXCEÇÃO É A REGRA: (inserção do anárquico no sistema)

09. O EFEITO OVERVIEW (stepping back / o olhar do outro)

10. CONHECIMENTO TÁCITO (a internalização de informação)

11. OLHAR DO OUTRO / A EXPERIENCIA É TRAIÇOEIRA / METACOGNIÇÃO

O mestre: Charles Watson

Charles Watson é educador e palestrante, especializado no Processo Criativo, Problem Solving e Desempenho Otimizado. formado em Arte e Literatura pela Bath Academy/Bath University na Inglaterra, leciona na Escola de Artes Visuais do Parque Lage desde 1982. Suas numerosas conversas e entrevistas filmadas com criadores dentro e fora do Brasil deram início a uma extensa pesquisa sobre o processo criativo que hoje abrange várias disciplinas – ciência, negócios, literatura, música, filosofia e arte – focando nas similaridades encontradas na formulação de conceitos inovadores. Realiza palestras em empresas desde a década de 80, quando foi convidado a expor suas ideias para empresas como Coca-Cola, Shell, Deloitte Touche Tohmatsu e Arthur Andersen entre outras.

* Apesar de ser escocês, o Charles já fala português super bem e o curso será na nossa boa língua portuguesa.

Quando?

Dia 14 de outubro, das 19h às 22h30 // 15 e 16 de outubro das 14 às 18h

Tô gostando. E os valores?

Até 11/09

4x de R$ 150 ou R$ 600

De 12/09 a 02/10

4x de R$ 160 ou R$ 640

A partir de 03/10

4x de R$ 170 ou R$ 680

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui.

Vou garantir logo minha vaga!

É só vir aqui:

View Event →
SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Porto Alegre)
Sep
17
10:00am10:00am

SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Porto Alegre)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes deinformar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

17 de setembro. Das 10h às 19h

Onde?

CAZAMATA - Rua Mata Bacelar, 50, Bairro Auxiliadora - Porto Alegre 

 

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

4x de R$145 ou R$580

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto – solicite os dados pelo e-mail contato@coolhow.com.br)

Boleto ou cartão de crédito via Sympla.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Quero me inscrever

Então vem cá:

View Event →
MOVA-SE: O Poder da Liderança Criativa
Sep
17
to Sep 18

MOVA-SE: O Poder da Liderança Criativa

Ser um líder é difícil. Não estamos falando de posições hierárquicas, veja bem. Liderança diz respeito a se colocar na posição vulnerável e ir na frente. É abrir caminho para que os outros se sintam seguros para passar. Por isso, a maioria de nós acaba por tomar a direção apontada por outras pessoas em nossas vidas profissionais, sem fazer nossos próprios caminhos.

Acontece que, uma hora, seu empreendimento ou seu cargo exigirão que você tome as rédeas nas próprias mãos. E aí? É hora de tornar-se um líder de verdade.

Não há qualidade inata que os líderes possuem. Todas podem ser conquistadas, inclusive as mais importantes delas. É o domínio dessas qualidades que torna pessoas comuns em líderes capazes de orientar e realizar coisas extraordinárias.

E mesmo que já sejamos líderes, é preciso coragem para escapar do dia-a-dia repleto de compromissos, do automatismo e das próprias verdades incontestáveis para ir de encontro à liderança criativa. Aquela que nos torna capazes de exercitar a criatividade, seguir na dianteira, inspirar as pessoas que estão acompanhando nossos passos, fazer escolhas melhores e transformar a realidade.

 

Qual o objetivo do workshop?

 

O que é liderança criativa? Quem é o líder e qual o seu papel no processo de inovação? Quem é o gestor e como ele auxilia no processo de inovação?

Reconhecer o que está ao redor e dentro de si é o ponto de partida para a mudança de olhar e para o início de qualquer processo criativo. Neste workshop, iremos refletir sobre paradigmas relacionados às grandes mudanças sociais por meio da criatividade empresarial e da liderança consciente, com apresentação dos principais pilares da liderança criativa.

Vamos investigar como trilhar do conhecido para o desconhecido, conectando-se mais profundamente com seus reais desafios, encontrando o equilíbrio certo entre a ação e a reflexão.

Como vai ser?

Nessa jornada em busca da liderança criativa, vamos passar pelos seguintes pontos:

- Sociedade 4.0: inovando no contexto da Era da Imaginação

- Da busca por propósito à transpiração

- DNA dos inovadores

- Condução de equipes e áreas inovadoras

- Da ousadia à transformação: liderando a mudança

- Lab: exercícios e ferramentas para levar o conhecimento na prática.

Esse workshop é pra mim?

É para quem quer e precisa liderar a inovação e a mudança (nem que seja apenas pra si mesmo).

Quem é a professora?

Patricia Cotton. Expert em transformação de negócios, inovação e liderança criativa. Fundou a Upside Down Thinking, que ajuda pessoas e organizações a transformarem ideias novas e conhecimento intuitivo em realidade por meio de processos inusitados e inversão do fluxo de pensamento. Depois de atuar durante dez anos como executiva de Marketing Estratégico em diversos segmentos, Patricia fez uma jornada global para explorar com profundidade o tópico mudança e o seu significado para as organizações e suas lideranças.

Através de uma viagem que incluiu entrevistas com CEOs do mundo inteiro, passando pelo Vale do Silício, Ásia e um retiro em templo budista na Alemanha, escreveu a tese “Upside Down Thinking: how to systemize audacious change”, pesquisa que traz uma nova perspectiva sobre o processo de transformação, tanto pessoal quanto de negócios.

Patricia é formada pela Berlin School of Creative Leadership – MBA executivo global com módulos na China, Japão, EUA e Alemanha - e ESPM-RJ, aonde também cursou MBA, além de ter estudado comunicação social na PUC-RJ e na University of Leeds. Recentemente, participou de um curso imersivo de introdução à Teoria-U promovido pelo Presencing Institute (MIT), além de ter feito uma jornada de aprendizagem na THNK (Holanda) e na Team Academy (Finlândia), uma das escolas de empreendedorismo mais inovadoras do mundo.

Carga horária?

12 horas

Quando?

17 e 18 de Setembro. Das 10h às 17h.

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

Até dia 9/9

4x de R$140 ou R$560

A partir do dia 10/9

4x de R$150 ou R$600

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui: contato@coolhow.com.br

 

 

View Event →
[TURMA EXTRA] SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (São Paulo)
Jul
31
10:00am10:00am

[TURMA EXTRA] SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (São Paulo)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes deinformar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

31 de julho. Das 10h às 19h

Onde?

WE FAB
Rua Mateus Grou, 580, 05415-040 São Paulo

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

4x de R$145 ou R$580

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto – solicite os dados pelo e-mail contato@coolhow.com.br)

Boleto ou cartão de crédito via Sympla.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui.

Quero garantir minha vaga!

É só vir aqui:

View Event →
[ESGOTADO] SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (São Paulo)
Jul
30
10:00am10:00am

[ESGOTADO] SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (São Paulo)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes deinformar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

30 de julho. Das 10h às 19h

Onde?

WE FAB
Rua Mateus Grou, 580, 05415-040 São Paulo

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

Até dia 24/7

4x de R$145 ou R$580

A partir do dia 25/7

4x de R$158 ou R$632

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto – solicite os dados pelo e-mail contato@coolhow.com.br)

Boleto ou cartão de crédito via Sympla.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui.

Quero garantir minha vaga!

Então vem cá:

O que os últimos participantes acharam do SIMPLES?
 

 

"Bacana, inspirador, afetuoso. A querida Ana Holanda nos deu hoje um curso generoso de escrita criativa, cheio de conteúdo original e num clima incrível! A organização do CoolHow foi carinhosa do início ao fim. Me sinto reenergizada e minha cabeça ferve de ideias e histórias! Que sábado lindo. Lindo de verdades. Sim, porque só vale se for de verdade!"

 

 

View Event →
CoolHowzinho - Especial de Inverno
Jul
18
to Jul 29

CoolHowzinho - Especial de Inverno

A saudade foi tanta que nós não aguentamos ficar muito tempo longe. Os ventos do inverno já sopraram e aqui estamos para criar nossas experiências criativas em mais um especial de férias.

O CoolHowzinho tem como inspiração as metodologias e tendências mais contemporâneas de educação, pensadas para as crianças que vivem, crescem e se educam no século XXI.

A Creative Learning, elaborada por Mitchel Resnick do MIT, as discussões recentes sobre o papel da brincadeira na infância, o uso do território pelas crianças e prática de educação integral são alguns dos pontos que orientam a nossa forma de pensar a educação.

 

Na prática, como acontece?

Nossas Experiências Criativas são a soma das melhores coisas que as crianças podem fazer na infância com o estímulo às habilidades que vão fazer todo sentido pra elas no futuro. Aprendizagem divertida e criativa! Vamos oferecer novas vivências, com mais momentos para criar, imaginar, desenvolver projetos e no meio disso tudo, lidar com os erros, desenvolver autonomia com práticas mais colaborativas e participativas.

As experiências são elaboradas a partir das pesquisas de temas que envolvem a sociedade contemporânea. E como a sociedade é um organismo vivo que se transforma a todo segundo, faz parte do nosso dia a dia sair pelo mundo em busca de conceitos, aprendizagens e novas demandas que surgem. Vamos trabalhar com movimento maker, empreendedorismo, tecnologia, criatividade, uso do território e mais um infinito de possibilidades.

Estamos nos preparando para essa aventura. Vem com a gente?

 

CoolHowzinho: Especial de Inverno

Nossa aventura será durante as férias, do dia 18 ao dia 29 de julho. Você pode inscrever seu filho para participar da programação completa ou escolher apenas um ou mais dias.

Faixa etária: dos 5 aos 10 anos

Horário: das 13h30 às 17h30.

 

Onde?

O Coolhowzinho especial de inverno vai acontecer na Aldeia Jabuticaba. Montada em uma casa com um belo quintal é um lugar de brincadeiras, onde os pequenos têm a oportunidade de se divertir.

Endereço: Rua Orange, 30, bairro São Pedro

O que trazer:

Roupas para brincar e muita disposição. Vamos servir um lanchinho gostoso, já incluso nos valores.

 

18/07 Pequenos Desbravadores

Utilizando lupa, caderno de registro e mais algumas ferramentas (adequadas para a idade), vamos trabalhar alguns princípios de Storytelling para que as crianças contem as histórias escondidas no quintal.

No fim da tarde, todos juntos vão compartilhar suas histórias de descobertas. Ah e o mais legal: as crianças vão receber um pequeno livro em branco para registar todas as descobertas.  

#construir #explorar

 

19/07 Corrida de Robozinho

Já imaginou robozinhos corredores? Com uma pequena escova de dentes e materiais eletrônicos (tudo muito seguro!), vamos criar um robozinho e fazer uma divertida corrida.

#imaginar #criar #construir

 

20/07 Mochileiro das Galáxias

Já imaginou participar de uma viagem intergaláctica? As crianças vão receber pequenas mochilas para acompanhá-las em uma viagem às galáxias.

Em um jogo muito divertido elas terão que lidar com a capacidade de fazer escolhas. No final, vamos ter uma oficina de estamparia e produzir carimbos para decorar nossas mochilas.

#explorar #pensar #imaginar #construir

 

21/07 Passarinhos cantores

Criado dentro do MIT Media Lab, o kit Makey Makey é uma plaquinha que tem tudo para dar asas à criatividade e transformar qualquer objeto em teclado. Ela é cheia de furos para conectar os fios e assim dar vida aos objetos.

Durante essa tarde, vamos criar passarinhos cantores, experimentar sons e ainda aprender sobre a tecnologia que faz coisas incríveis se tornarem realidade. A imaginação é o único limite.

#explorar #pensar #colaborar #construir

 

22/07 Pintando com luz

Luz e câmera nas mãos. Para encerrar nossas atividades da primeira semana, as crianças vão aprender a técnica de Light Painting criando incríveis fotos pintadas com luz.

Extra: Momento Família

Vamos preparar uma exposição fotográfica super legal com as produções das crianças durante a tarde.

 

25/07 Desafio das máquinas malucas

Lembra da abertura do Castelo Rá-tim-Bum? Nesta tarde, as crianças vão ser desafiadas a criar máquinas malucas. Nesta experiência, inspirada na máquina de Rube Goldberg, o desafio consiste em criar um dispositivo feito com materiais diversos, que utiliza a reação em cadeia para executar as tarefas mais simples da maneira mais divertida possível.

#experimentar #errar #construir

 

26/07 Meu monstrinho favorito

Vamos combinar costura, tecidos e circuitos de led para criar pequenos monstrinhos luminosos.

#imaginar #criar #construir

 

27/07 Garagem do Inventor: construindo um cenário Minecraft

Que tal construir todo um mundo com blocos? Isso é possível no jogo Minecraft, onde o cenário pode ser constantemente recriado.  

Utilizando blocos de madeira, vamos criar um cenário inspirado em Minecraft, nossos pequenos marceneiros vão lixar as madeiras, testar seus formatos, criar ajustes e mais um infinito de possibilidades.

#imaginar #criar #construir

 

28/07 Mágica em 3D - Oficina de Holografia

Holografia é uma forma incrível de apresentar imagens em três dimensões. As crianças vão aprender de um jeito super simples e divertido a criar um aparato holográfico e seu próprio holograma com um smartphone.

#imaginar #criar #construir

 

29/07 De onde vem? Uma prática de Slow Food com as crianças

Ao pé da letra, "slow food" vem do inglês e significa “comida devagar”. O curioso é que esse movimento vai muito além de tentar fazer com que as pessoas comam melhor. Ele repensa a relação com a comunidade local, as formas de produção e distribuição dos alimentos.

Nesta experiência, as crianças vão conhecer a história do movimento slow food e repensar as formas de produção dos alimentos. Vamos criar uma hortinha com sementes e mudas regionais de minas.

Momento Família:

Que tal preparar uma deliciosa receita seguindo os princípios do slow food? Pode trazer o vovô e os primos. Ao redor da mesa vamos preparar uma receita e compartillhar com todos, dividindo boas risadas.

#explorar #pensar #colaborar #construir

 

Valores:

Pacote Completo R$ 650,00

Diária: R$ 75,00

Dois ou mais dias R$ 70,00

Desconto para irmãos: 5%

 

Quer fazer sua inscrição? É só vir aqui:

Nome da Criança *
Nome da Criança
Data de Nascimento *
Data de Nascimento
Caso a criança tenha alguma necessidade especial ou você queira nos avisar de algo, pode falar aqui
Em quais dias a criança vai participar? *
Forma de Pagamento *

 

 

View Event →
SEM INTERVALO: O poder do Branded Content
Jul
17
10:00am10:00am

SEM INTERVALO: O poder do Branded Content

O filme que você está assistindo na TV chegou na melhor parte. Coração apertado no peito, vontade de saltar na tela e acabar logo com aquela angústia. Seus olhos já se encheram de água. Corta. Intervalo. O patrão ficou maluco! Aqui é preço. É pra acabar. Ah, mas é pra acabar mesmo. Não tem nada mais errado que intervalo comercial, não é verdade minha gente? Então, Branded Content é exatamente o oposto desse tipo de frustração, quer dizer, de intervalo.

Branded Content é todo conteúdo produzido por uma marca com objetivo de se aproximar do consumidor. Ele comunica algo (um valor, um serviço, um produto, etc) sem interromper a experiência do usuário. Ou seja, o Branded Content é um filme bom sem intervalo, mas com o comercial cuidadosamente inserido na história.

Maravilhoso, né? Me vê 1 desse, por favor.

Sobre o curso

O curso SEM INTERVALO: O Poder do Branded Content já contou com a presença de executivos das maiores empresas de mídia e conteúdo do Brasil, entre eles Rede Globo, Band, Editora Trip, Terra Networks, UOL, YouTube, Facebook, Twitter, além de dezenas de jornalistas e criativos de agências de publicidade e, finalmente, os profissionais corporativos interessados que suas mensagens não sejam "puladas" ou ignoradas. Todos encontraram algumas chaves para entender por que o destino dos produtores de conteúdo está intimamente ligado ao futuro dos profissionais de marca e Marketing.

Programa

- Diferenças entre Branded Content, Content Marketing, Native Advertising e tantos outros termos que confundem o mercado;

- Passo a passo para garantir a qualidade conceitual de um projeto de conteúdo;

- Etapas para criar um ecossistema capaz de gerar peças cada vez melhores;

- Técnicas de integração de mensagens comerciais de forma mais contextualizada, evitando a sensação de "merchan de novela";

- Tendências que estão despontando pelo mundo e prometem remodelar a forma de pensar a comunicação.

Metodologia

O curso segue um processo de triangulação entre fundamentos, exemplos e exercícios práticos. Até o final do dia, os participantes terão compreendido todos os fundamentos do tema e terão planejado uma plataforma de conteúdo.

Duração

O curso terá duração de seis horas, além de intervalo para almoço e o famoso coffe-break do CoolHow.

Facilitador

Sabe aquela história de "se sua vida desse um filme?", a de Fernando Palacios certamente seria um caso de Branded Content. Para experimentar inovações de conteúdos, transformou parte de sua rotina em um projeto autoral. Todos os anos passa três meses vivendo como um personagem do livro que está escrevendo. Essa jornada é narrada a busca de um personagem nas redes sociais, já foi a maior página de turismo brasileira e atualmente conta com mais 80 mil seguidores no Facebook. O primeiro capítulo do livro pode ser lido de graça na internet e o projeto foi laureado com o Prêmio Top 5 Widbook Authors 2013.

Aliada a essa experiência, o autor já produziu conteúdos nos mais diversos formatos: desde curtametragens cinematográficos, passando por eventos sensoriais e espetáculos teatrais e até narrativas modernas como um game interativo que contou com milhões de jogadores online.

Em todos esses projetos, o autor contou com apoio de grandes marcas brasileiras, que usufruíram de grandes retornos para seus investimentos. Desde 2010 Fernando Palacios compartilha o que aprendeu em cursos e palestras e já treinou mais de 10 mil pessoas dentro e fora do Brasil.

Carga horária?

7 horas (+ intervalos para almoço e lanche)

Quando?

17 de julho. Das 10h às 18h30.

Quanto vou investir?

Até dia 10/07

3x de R$127 ou R$380

A partir do dia 11/07

3x de R$150 ou R$450

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito

Ficou alguma dúvida?

Estamos aqui: contato@coolhow.com.br

Fechou, quero fazer. Qual é o próximo passo?

Vamos lá. Basta fazer sua inscrição.

Nome *
Nome
Data de Nascimento *
Data de Nascimento
Sexo
Quer assinar nossa News? *
Forma de Pagamento *
(temos 5% de desconto para pagamentos à vista)
Como deseja receber seu certificado? *
View Event →
FÁBULA: Desvendando o Storytelling
Jul
16
10:00am10:00am

FÁBULA: Desvendando o Storytelling

Como utilizar a habilidade de contar histórias para inovar?

Contar histórias não é algo novo. Fazemos isso desde as eras mais remotas e ao longo desse período, pela experiência, aprendemos: histórias agradam, entretêm e tornam-se inesquecíveis (as boas, claro). 

Quer que um fato seja lembrado? Embale-o numa história. Você terá 20 vezes mais chance de ter sucesso.
— Jerome Bruner

Ok, e por que eu deveria fazer o curso? Porque você vai aprender a contar história com quem entende disso: a indústria que vive de contar histórias. E nesse marzão de informação que vivemos, quem precisa ser mais atraente e eficaz ao transmitir uma ideia, fazer uma apresentação, vender um produto ou serviço? Eu, você, a startup, a grande empresa ou qualquer outra pessoa e instituição que você quiser colocar aqui 

Se você precisa de mais algum motivo, lá vai: esse curso, com esse formato, já foi apresentado em universidades internacionais como a PUC do Peru e a Universidade da Beira Interior em Portugal, e nas maiores empresas e agências de publicidade do Brasil.

Como vai ser?

Storytelling, a grande inovação: De onde veio, por que surgiu, o que é e como usar Storytelling. Por que se tornou uma tendência no mundo corporativo e como empresas e agências podem se beneficiar disso.

Storytelling em apresentações: como transformar um .ppt em uma performance inesquecível.

Storytelling corporativo: a evolução possível do storytelling dentro das organizações e como tem ajudado os executivos a otimizarem seus principais atributos: liderança, engajamento e viralização.

Storytelling e Branding: como as marcas podem ganhar personalidade a ponto de se tornarem verdadeiros personagens.

O Story do Storytelling: como compor uma história realista capaz de englobar tudo aquilo que se quer e que se precisa dizer.

O Telling do Storytelling: como contar a sua história da forma mais intrigante possível e fazer com que seja adotada por uma cultura.

Transmídia Branded Content: como planejar a distribuição da história em diferentes veículos de forma orquestrada e harmônica.

LAB: hora de colocar a mão na massa e mostrar que aprendeu.

Quem é o mentor?

Fernando Palácios é um dos pioneiros de advertelling e branded content no Brasil. Co-fundador do primeiro escritório de Storytelling no Brasil. Inovou implementando o primeiro portal de conteúdos de marca e o primeiro curso universitário de Transmídia Storytelling na ESPM. É formado na USP, onde defendeu o primeiro estudo acadêmico sobre o tema Storytelling. Desde então ministra palestras e cursos no Brasil e internacionalmente. Atualmente é professor de Storytelling na ESPM e Diretor da Storytellers Brand 'n' Fiction. Como um laboratório de conteúdos, seu projeto pessoal narra a busca de um personagem pela Próxima Maravilha da Humanidade e já conta com mais de 90 mil seguidores no Facebook.

Carga horária?

7 horas (+ intervalos para almoço e lanche)

Quando?

16 de julho. Das 10h às 18h30.

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

Até dia 10/7
3x de R$127 ou R$380

A partir do dia 11/7
3x de R$150 ou R$450

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui: cursos@coolhow.com.br

Faça sua inscrição

Nome *
Nome
Data de Nascimento *
Data de Nascimento
Sexo *
Quer assinar nossa news? *
Forma de Pagamento *
Como deseja receber seu certificado? *
View Event →
NA REAL: O consumidor de perto e de dentro
Jul
2
to Jul 3

NA REAL: O consumidor de perto e de dentro

O que você sabe sobre seu cliente? Quem consome os produtos que sua empresa vende? Desculpe a franqueza, mas aqui não cabe “eu acho”, “criamos uma persona” ou “todo mundo pode ser meu cliente, é difícil definir”. Quem acha, acaba perdendo. Persona sem dados reais é exercício improdutivo. E todo mundo é muita gente, não é mesmo?

Ah, já sei. Você pode estar pensando numa pesquisa quantitativa, uma formulário online ou um grupo focal pra resolver o problema que apontamos ali em cima. Sem dúvida, são métodos muito válidos, em determinadas situações. Contudo, grandes organizações mundo a fora já perceberam que eles não conseguem responder todas as questões, principalmente as mais importantes. Sabe o por quê?

O consumidor é como você ou eu. Tem coisas que ele não sabe que faz, mas faz. E tem outras coisas que ele não tem coragem de dizer em voz alta. Você teria?

A etnografia é um método de pesquisa da antropologia que tem como premissa olhar os fenômenos sociais de perto e de dentro. Para isso, possui como critério a observação, direta ou participante, apostando em interações pessoais ou aleatórias, onde o pesquisador faz parte do processo de coleta, interpretação e análise, levando em conta suas emoções e percepções.

“Estar lá” é a pedra de toque do fazer antropológico e para isso é preciso estar inteiro: carne, ossos, sangue e espírito.

O fazer etnográfico aplicado ao consumo está para além de um mero método de pesquisa, sua alma está em entender as pessoas, suas formas de agir, pensar e principalmente compreender as lógicas que estão por atrás de cada ação e pensamento, só então poderemos traduzir seus valores, escolhas, motivações, gostos, preferências, modos de ser etc.

Qual o objetivo do workshop?

O workshop tem como objetivo apresentar o método etnográfico, seus principais conceitos e técnicas de pesquisa associadas como observação e entrevistas. Além disso, vamos te dar todas as dicas de como proceder no trabalho de campo, offline e online.

A etnografia abre espaço para o entendimento de diferentes papéis, funções e significados a que são submetidos os produtos e serviços. Valores e significados não são determinados pelas propriedades físicas e biológicas é preciso portanto entender o sistema classificatório e estruturas simbólicas dos seres humanos. Animou?

E olha que nem te contamos ainda o mais importante: você vai experimentar na prática como esse método funciona!

Pegue seu caderninho, sua caneta, uma câmera fotográfica e vamos fazer trabalho de campo! Olhos abertos, ouvidos atentos e muita curiosidade.

Como vai ser?

  • Combatendo as pré-noções: quando nosso “olhar” não nos deixa enxergar os outros;

  • A empatia do ponto de vista da Antropologia;

  • A Etnografia: conceito e história;

  • Entrando no detalhe da pesquisa e os “imponderáveis da vida real”;

  • Como se preparar para o trabalho de campo?

  • O trabalho de campo e a busca pelo “ponto de vista do nativo” (ou do consumidor);

  • A observação em seu habitat natural (passo a passo);

  • A pesquisa como artesanato: o que fazer com os dados?

  • Etnografia como ferramenta de marketing;

  • Apresentação de cases;

  • Exercícios práticos;

  • Prática: Hora de ir para o campo!

Esse workshop é pra mim?

Na real, você já percebeu que é.

Empreendedores em busca de um novo modelo de negócio que atenda a clientes de verdade. Profissionais de publicidade, comunicação e marketing que querem e precisam entender com quem estão falando e para quem estão vendendo. Profissionais da área comercial que devem melhorar seus argumentos de venda.

Para quem já entendeu que consumidores são pessoas e merecem ser entendidos para serem bem atendidos.

O que vou aprender?

Você vai aprender o que é a etnografia e como utilizar esse método no seu dia-a-dia, pra já chegar na segunda-feira colocando o que aprendeu em prática.

Quem é a professora?

Hilaine Yaccoub. É doutora (PhD) em Antropologia do Consumo (UFF– RJ), Mestre em Antropologia do Consumo (UFF- RJ), pós graduada em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais (ENCE-IBGE) e formada em ciências sociais (UFRJ). Consultora independente, pesquisadora e palestrante. Há mais de 15 anos atua em pesquisas de mercado utilizando métodos e teoria antropológica aplicada na análise, produção de conhecimento sobre o consumidor, seus hábitos (rituais) e práticas para o desenvolvimento de estratégias de marketing. Professora da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), do Instituto Europeu de Design (IED), do MBA Negócios de Luxo da FGV. Co-criadora do MBA em Estratégias e Ciências do Consumo da ESPM RJ. Autora e organizadora do livro Consumo Popular: Contribuições da Antropologia e Sociologia pelo selo editorial Mundo do Marketing. Já desenvolveu pesquisas e participou de projetos para Nestlé, TNS Global Research, Unilever, TV Globo,  O Boticário, GM, Vilma Alimentos, L’oreal, etc.

Carga horária?

16 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

2 e 3 de Julho. Das 10h às 19h.

Onde?

Aqui no CoolHow - Avenida Getúlio Vargas, 1420, Belo Horizonte

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

Até dia 24/6

4x de R$140 ou R$560

A partir do dia 25/6

4x de R$150 ou R$600

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui: contato@coolhow.com.br

Pronto pra garantir sua vaga? Vai que é sua:

Nome *
Nome
Data de Nascimento *
Data de Nascimento
Sexo *
Forma de pagamento *
Temos desconto de 5% para pagamentos à vista
Como você gostaria de receber seu certificado? *
Quer receber informações sobre os próximos cursos? *
View Event →
SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Curitiba)
Jun
25
10:00am10:00am

SIMPLES: Escrita Criativa e Afetuosa (Curitiba)

Esqueça os ursinhos carinhosos. Afeto aqui não é exatamente o que você está pensando, mas é a melhor palavra para traduzir o que está em falta. Escondida em sua origem, ela tem uma irmã que virou verbo: afetar. Exatamente o que a comunicação quase não consegue fazer hoje. Sem muito esforço você vai se lembrar das newsletters que recebeu mais cedo, dos e-mails que os colegas te enviaram, os textos que leu. No entanto, certamente não se lembrará do conteúdo deles, nem saberá dizer como (e se) te inclinaram a tomar uma ação. Estamos ficando impermeáveis, e ainda acreditamos que falar como robôs ou algoritmos vai resolver alguma coisa. Não, não vai.

Precisamos descobrir como podemos falar de maneira direta e próxima com quem nos lê. Só assim seremos capazes de informar, ajudar a refletir e convidar para ação. Temos que entender como nos colocamos na escrita e provocamos aquela sensação de conversa olho no olho. Sabe?

Pense aí um pouco na importância de uma habilidade como essa no ambiente corporativo, com profissionais cada vez mais atarefados, insatisfeitos com as suas escolhas e repletos de dilemas. É urgente refletir sobre a forma com que estamos nos comunicando e exercitar diferentes formatos de construção dos nossos escritos, visando estabelecer uma comunicação mais efetiva com aqueles que queremos atingir.

Qual o objetivo do workshop?

Analisar a maneira pela qual estamos nos comunicando e refletir sobre os diversos tipos de linguagem que existem. Será que estamos, de fato, conversando com os outros?

Treinar o olhar e a escrita para o que é simples. Como muitas vezes deixamos escapar o que é óbvio ou o que está exatamente diante de nós?

Identificar o que são boas histórias. Como reconhecemos as boas narrativas?

Cultivar o olhar curioso. Como é o tipo de olhar que alimenta a nossa criatividade, faz nascerem as boas ideias e a almejada inovação?

Como vai ser?

O texto que engaja as pessoas

Como conseguimos nos comunicar e passar a mensagem que queremos para o outro. Uma análise sobre “com quem” estamos conversando. Conceitos como empatia e humanização.

A mensagem que estamos passando

Como repensar a maneira e os caminhos que estamos usando para nos comunicar com o público interno e externo. Estar ou não estar em todas as mídias (online e off-line). A melhor maneira de informar.

A revista Vida Simples

Como essa revista se transformou numa publicação bem-sucedida, com uma verdadeira legião de fãs. Uma análise do processo de criação de texto e design dos temas com maior sucesso.

Oficina de escrita criativa

Um pequeno desafio para cada um dos participantes: escrever um texto a partir de um tema pré-estabelecido.

Oficina de co-criação

Uma análise dos textos e processos de co-criação para transformá-los em imagens ou desdobrá-los em outras plataformas ou mídias.

Esse workshop é para mim?

É. Assim, direto e simples. Hoje (e no futuro) é indispensável para qualquer profissional se comunicar bem.

O que vou aprender?

Você vai ampliar a sua capacidade de reflexão e atuação na realidade corporativa, tornando-se instrumentalizado para enfrentar os desafios comunicacionais que vez a vez se apresentam. De maneira geral, saberá encontrar caminhos para desenvolver formatos de comunicação mais atuais e efetivos, isto é, mais alinhados com a necessidade das pessoas e do mercado

Quem é a professora?

Ana Holanda. Editora-chefe da revista Vida Simples, formada em Jornalismo pela PUC-SP. Atua no mercado de revistas há 20 anos, tendo passado por diversas redações, nas editoras Globo e Abril, contribuindo para grandes publicações, como Veja, Época, Claudia, Marie Claire, Criativa, Saúde e Bons Fluidos, além do jornal Folha de São Paulo. Coordenou por dois anos o portal bebe.com.br (Editora Abril). Há cinco anos, coordena a revista e as mídias digitais de Vida Simples. Neste período, essa publicação recebeu cinco prêmios de jornalismo: dois, de mobilidade (publicações especiais); três, de arte (internacionais). Ana Holanda recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo e foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e do Prêmio Ibero-americano de comunicação pelos direitos da infância. Paralelamente ao seu trabalho em Vida Simples, cuida do projeto pessoal Minha Mãe Fazia, no Facebook, sobre memórias afetivas e comidinhas do dia a dia

Carga horária?

8 horas (+ intervalo para almoço)

Quando?

25 de junho. Das 10h às 19h

Onde?

Casa Tangente – Curitiba

Rua Prefeito Ângelo Lopes, 1653.

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

Até dia 19/6

4x de R$140 ou R$560

A partir do dia 20/6

4x de R$150 ou R$600

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto – solicite os dados pelo e-mail contato@coolhow.com.br)

Boleto ou cartão de crédito via Sympla.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

Ainda estou com uma dúvida.

Só chamar aqui.

Quero garantir minha vaga!

Então vem cá:

O que os últimos participantes acharam do SIMPLES?

"Bacana, inspirador, afetuoso. A querida Ana Holanda nos deu hoje um curso generoso de escrita criativa, cheio de conteúdo original e num clima incrível! A organização do CoolHow foi carinhosa do início ao fim. Me sinto reenergizada e minha cabeça ferve de ideias e histórias! Que sábado lindo. Lindo de verdades. Sim, porque só vale se for de verdade!"
View Event →
PORVIR: Coolhunting, Pesquisa e Análise de Tendências
May
21
to May 22

PORVIR: Coolhunting, Pesquisa e Análise de Tendências

Lembra do Walter Mercado? Se conseguiu lembrar, esqueça, por favor. E se nunca ouviu falar, não joga no Google. Sem mágica, bola de cristal ou charlatismo. Pesquisa e Análise de Tendências é uma ferramenta indispensável para qualquer profissional ou negócio que queira:

> Ser capaz de identificar possíveis padrões futuros de comportamento de consumo através da observação de fenômenos culturais, sociais e econômicos e técnicas de pesquisa e análise de tendências.

> Combater a imprevisibilidade e lançar negócios, produtos, serviços e campanhas alinhadas ao espírito do tempo e aos reais anseios do mercado consumidor.

Se é o seu caso: siga em frente. Se não for, vai por mim: siga em frente também. Não tem empresa ou pessoa hoje, num mundo girando tão rápido, que possa dispensar uma habilidade tão importante como essa.

Qual o objetivo do workshop?

Nesse workshop você vai aprender a interpretar os sinais que determinam o comportamento de consumo atual e futuro através da análise da dinâmica cultural contemporânea. Ao final,, você estará apto a enxergar os fenômenos da sociedade de consumo e se antecipar a movimentos sociais, econômicos e culturais que deflagram novos hábitos de compra e, consequentemente, oportunidades de negócio. Tem mais? Tem. Você ainda será capaz de fazer a ponte do mundo dos insights e das oportunidades para a prática, aquele velho conhecido chamado dia-a-dia. Em uma palavra: resultado.

Como vai ser?

Pesquisa de Mercado – Overview

O que é?

Para que serve?

Tipos de pesquisa

Coolhunting, pesquisa e análise de tendências

Conceitos

O zeitgeist

3 passos [infalíveis!] para detectar uma tendência

Real life scenarios

Contra-tendência

Aplicação estratégica da pesquisa de tendências

#COMOFAZ?: apresentação de trend reports, cases da BERLIN e de outros institutos

Macrotendências: as forças invisíveis que regem o consumo

Apresentação de macrotrends

Atividade Prática

Tendências & Canvas de Proposta de Valor – com participação especial de Tiago Belotte

Esse workshop é pra mim?

É. Lembra do início da nossa conversa lá em cima?

Esse workshop é pra você empreendedor que deseja modelar (ou remodelar) seu negócio, produto e serviço. Profissional de comunicação e marketing que precisa acertar no planejamento e na campanha. Engenheiro ou designer que precisa desenvolver o produto/serviço certo para o público certo. É pra você também que atua do setor comercial e quer entender melhor o comportamento do seu público para aperfeiçoar sua forma de vender. E você que trabalha com educação ou gestão de pessoas? Aposto que já encontrou motivo pra fazer o workshop.

Se ainda não encontrou seu motivo, avisa a gente aqui. Porque o motivo existe, pra T-O-D-O mundo!

Quem é a professora?

Andrea Greca Krueger. Jornalista, professora e pesquisadora, pós-graduada em Coolhunting em Investigação Qualitativa de Tendências pela Universidade Ramón Llull, em Barcelona. Estudou Mídia de Moda no London College of Fashion, Jornalismo de Moda e Coolhunting na Central Saint Martins College of Arts & Design (Londres), além de Pesquisa e Análise de Tendências na Universidad de Palermo (Buenos Aires), ESPM e Observatório de Sinais (São Paulo), e Novas Metodologias de Pesquisa Qualitativa de Mercado na ABEP (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa). Participou de cursos de Pesquisa de Tendências e Futurismo promovidos pelo Future Concept Lab (Itália) e Copenhagen Institute of Futures Studies (Dinamarca). Cursa, ainda, extensão em Psicanálise e Antropologia Social (A Clínica do Real – prof. Dr. Célio Pinheiro). É professora convidada de pós graduação em instituições como Fundação Instituto de Administração - FIA/USP, PUCPR, ESIC Business & Marketing School e ISAE/FGV. É membro da Qualitative Research Consultants Association (QRCA - Estados Unidos), ESOMAR (European Society for Opinion and Market Research) e Trends Observer (Portugal).

Carga horária?

12 horas

Quando?

21 e 22 de maio. Das 10h às 17h.

Gostei hein. Agora vamos falar de valores.

Até dia 13/5

4x de R$140 ou R$560

A partir do dia 14/5

4x de R$150 ou R$600

E a forma de pagamento?

Transferência bancária (5% de desconto), boleto ou cartão de crédito.

Vou falar com meus colegas e com meu chefe!

Se sua empresa quer inscrever 3 ou mais pessoas, entre em contato conosco, temos valores e condições especiais: contato@coolhow.com.br

* Vale pra um grupo de amigos? Sim!

Ainda estou com uma dúvida.

Não durma com nenhuma dúvida. Chama a gente aqui: contato@coolhow.com.br

Nome *
Nome
Data de Nascimento *
Data de Nascimento
Sexo *
Forma de Pagamento *
(temos desconto de 5% para pagamentos à vista)
Como você gostaria de receber seu certificado? *
Quer receber informações sobre os próximos cursos? *

* Confira nossa política de cancelamento.

View Event →
CoolHowzinho: Especial de Verão
Jan
18
to Jan 29

CoolHowzinho: Especial de Verão

O CoolHow em 2016 faz 5 anos, e se tem um desejo que nos faz soprar as velinhas é um projeto de educação criativa para as crianças.

Durante nossa história, nos workshops que desenvolvemos, em conversas com educadores e conhecendo pessoas inovadoras de diversas áreas, sempre nos deparávamos com o mesmo ponto: a criatividade é um tesouro da infância. Infelizmente, a maioria de nós deixou que ela escapasse entre os dedos enquanto nos tornávamos mais burocráticos e menos imaginativos.

Agora, veja bem a ironia do destino: fomos levados a deixar nosso tesouro de lado na infância, passamos pela adolescência sem ele (ah, que pena!) e na fase adulta, quando ele já estava esquecido e enterrado, nos perguntam onde ele está. Vai me dizer que você mesmo não se questiona de vez em quando onde está sua criatividade? Nós aqui no CoolHow sempre buscamos dar a mão (e quando possível um empurrãozinho) para quem tem a coragem de desbravar novos conhecimentos e mergulhar em experiências que as levem de volta para perto desse tesouro.

Foi por isso que pensamos: e se ao invés de só ajudar as pessoas que perderam o tesouro a reencontrá-lo, nós também auxiliássemos as crianças a nunca perderem ele de vista?


CoolHowzinho

Pronto. Somamos a expertise em educação para criatividade e inovação que o CoolHow já possui com a de profissionais especializados em educação para crianças. Ao içar a vela do nosso barquinho, lançamos o olhar um pouco mais adiante no horizonte, pensando um novo modelo de educação criativa elaborado exclusivamente para os pequenos.

O CoolHowzinho tem como inspiração as metodologias e tendências mais contemporâneas de educação, pensadas para as crianças que vivem, crescem e se educam no século 21.

A Creative Learning elaborada por Mitchel Resnick do MIT, as discussões recentes sobre o papel da brincadeira na infância, o uso do território pelas crianças e prática de educação integral são alguns dos pontos que orientam a nossa forma de pensar a educação.

Na prática, como acontece?

Nossas Experiências Criativas são a soma das melhores coisas que as crianças podem fazer na infância com o estímulo às habilidades que vão fazer todo sentido pra elas no futuro. Aprendizagem divertida e criativa! Vamos oferecer novas vivências, com mais momentos para criar, imaginar, desenvolver projetos e, no meio disso tudo, lidar com os erros, desenvolver autonomia com práticas mais colaborativas e participativas.

As experiências são elaboradas a partir das pesquisas de temas que envolvem a sociedade contemporânea. E como a sociedade é um organismo vivo que se transforma a todo o segundo, faz parte do nosso dia a dia sair pelo mundo em busca de conceitos, aprendizagens e novas demandas que surgem. Vamos trabalhar com movimento maker, empreendedorismo, tecnologia, criatividade, uso do território e mais um número infinito de possibilidades.

Estamos nos preparando para essa aventura. Vem com a gente?


CoolHowzinho: Especial de Verão

Nossa primeira aventura será durante as férias, do dia 18 ao dia 29 de Janeiro. Você pode inscrever seu filho para participar da programação completa ou escolher apenas um ou mais dias.

Faixa etária: dos 5 aos 10 anos.

Horário: das 13h30 às 17h30.

 

Programação

18/01 – Makey Makey

Criado dentro do MIT Media Lab, o kit Makey Makey é uma forma divertida de ensinar um pouco de lógica para crianças. Durante esse dia vamos criar um piano com frutas e legumes, jogar um game em que os controles não são nada convencionais e ainda aprender sobre a tecnologia que permite essas coisas incríveis se tornarem realidade.

#explorar #pensar #colaborar #construir

19/01 – Caixa do Inventor

Cada criança recebe uma caixa com objetos e ferramentas (seguras para crianças) que podem dar origem a novas invenções. A partir daí elas terão que explorar os materiais, arriscar combinações e imaginar novas possibilidades. Os kits terão materiais diferentes, conforme a idade da criança.

#criar #experimentar #explorar  #arriscar #construir

20/01 – Food Swap para crianças

Você sabe o que é um Food Swap? É evento onde as pessoas trocam comidas feitas ou cultivadas por elas mesmas.  E nós acreditamos que a cozinha também é lugar de aprender.

Entre ingredientes, utensílios e receitas, as crianças vão buscar hipóteses e estratégias mesmo sem saber como se faz. E depois vão decorar e preparar suas invenções culinárias para a troca com seus amigos.

#compartilhar #colaborar #imaginar #arriscar

21/01 – Make It Yourself

“Vacas não voam. Mas quando a gente desenha ou conta uma historia, acontece de tudo” David Milgrim escritor do livro infantil Vacas Não Voam, descreveu muito bem o que nós pensamos para essa experiência criativa.  

Neste processo as crianças serão orientadas por nossos educadores a colocar um projeto em prática. Vão trazer para o campo real um personagem imaginado por elas, e no meio do caminho vão testar possibilidades, experimentar novas habilidades manuais e compartilhar suas ideias.

#imaginar #criar #construir

22/01 – Stop Motion Animation

Vamos desenvolver personagens, roteiro, trilha e uma pequena animação nessa experiência. As crianças vivenciarão um pouco do trabalho dos cineastas, produzindo cada parte do filme em Stop Motion e aprendendo a cuidar de cada detalhe num verdadeiro trabalho de equipe.

> Momento Extra: Experiência em família

É hora do show. Papai, mamãe, titia ou vovó podem vir assistir o resultado das produções. Vai ter pipoca! No final, todo mundo pode bater um papo e combinar o fim de semana. :)

#colaborar #compartilhar #criar

25/01 – ArtBot

Vamos combinar engenharia e arte para criar um robô capaz de desenhar sozinho.

#criar #construir #explorar

26/01 – Youtubers Mirins: Criando um Tutorial

Criança também é produtora de conhecimento, nesta experiência são elas que vão ensinar.

As crianças vão aprender a produzir o passo a passo de um tutorial transferindo uma habilidade que elas aprenderam.

E depois para continuar a brincadeira em casa, o tutorial gravado pode conduzir um gostoso momento de aprendizagem para a família.

#criar #compartilhar #arriscar

27/01 – Choco Maker

Imagine se eu, você e qualquer outra pessoa, pudesse criar e transformar objetos utilizando impressoras 3D e as próprias mãos?

Talvez você não saiba, mas o Movimento Maker promete mudar a forma como produzimos as coisas. Não por acaso, está sendo chamado de a nova revolução industrial. E olha que maravilha: crianças são makers por natureza! Que tal então um incentivo para o espírito maker dos pequenos, tornando-o uma grande ferramenta para a aprendizagem? Alguém duvida que aprender fazendo é muito mais divertido e significativo?

Na Choco Maker as crianças vão confeccionar chocolates. A experiência começa pela confecção dos moldes na impressão 3D e termina na degustação dos doces. Durante o processo, vamos conversar um pouquinho sobre sobre o Movimento Maker e conhecer alguns projetos desenvolvidos por crianças ao redor do mundo.

* Se sua criança tiver alguma restrição alimentar em relação aos componentes do Chocolate, vamos utilizar ingredientes alternativos para que ela possa participar.  :)

#criar #construir

28/01 – Ateliê Craft: Meu Primeiro Banquinho de Madeira

Já ouviu falar em atividades “hands on”? Desamprendemos a ser criadores e agora o mundo está pendido que reaprendemos. Na contra mão da produção em larga escala, queremos que as crianças tenham a experiencia de fazer um produto artesanal e comecem a traduzir traços de sua personalidade no processo de criação.

Entre brincar, imaginar e criar, vamos explorar as possibilidades de diversos materiais como, madeira, tecido, tintas. Durante o processo vamos lidar com acertos, erros, tentativas diversas que incidem sobre o processo criativo.

#construir #explorar #arriscar

29/01 – Cardboard Challenge: Brincar sem Brinquedo

Durante o Cardboard Challenge os pequenos vão materializar seus sonhos em projetos utilizando papelão, parafusos de plástico, algumas gotas de cola, tintas, ferramentas seguras para crianças e é claro muita imaginação. Esse é um desafio que tem circulado diversos países do mundo e teremos orgulho em fazê-lo aqui também.

Por que papelão? O potencial criativo é estimulado pelas possibilidades do material e não necessariamente pela sua complexidade. Papelão, tecidos, são grandes ferramentas para aguçar a imaginação, pois como o formato do brinquedo não está “pronto” precisa que a criança transforme e construa sua identidade.

> Momento extra: Experiência em família

Pode trazer papai, vovó, titia, porque, pra gente, família é um laço que dá no coração. E nesta experiencia é hora de criar, imaginar e construir junto. Seguindo a linha do Cardboard Challenge, vamos construir um óculos de realidade virtual de papelão, capaz de nos transportar para novos lugares sem sairmos de onde estamos.

No final vai ter comidinhas gostosas e um quintal cheio de gente, pra bater papo, conhecer os colegas e quem sabe já marcar as próximas brincadeiras.

#imaginar #criar #construir #explorar


O que trazer?

Roupas para brincar e muita disposição.

No pacote já estão inclusos os materiais para a oficina e um lanchinho saudável e gostoso ;)


Valores

Inscrição para um dia: R$65

Inscrição para dois ou mais dias: R$60

Programação completa: R$550

Os inscritos na programação completa recebem também um Guia Especial de Férias.


Ficou com alguma dúvida?

Chama a gente aqui: flavia@coolhow.com.br

(31) 3327-6563 - Flávia Almeida


Ai, nem sabemos como te dizer isso, mas as vagas de todas as atividades acabaram.

A boa notícia é que você pode deixar seu nome e e-mail para ser avisado das próximas edições! :)


View Event →
Workshop Pensamento Visual - Quer que Desenhe?
Dec
4
to Dec 5

Workshop Pensamento Visual - Quer que Desenhe?

O que é?

Em um mundo com cada vez mais informações disponíveis, é necessário desenvolver habilidades para: compreender, organizar, filtrar e comunicar ideias de uma maneira clara e que faça sentido.

O pensamento visual é uma habilidade cada vez mais demandada e utilizada em diversos contextos, como:

  • Registro de reuniões;

  • Organização de ideias;

  • Resolução de problemas;

  • Planejamento de apresentações;

  • Criação de modelos de negócios;

  • Palestras;

  • Facilitação de ensino e aprendizagem;

  • Geração de engajamento.

Através de teorias atuais e práticas contextualizadas à realidade das organizações, vamos impulsionar o desenvolvimento dessa habilidade essencial num mundo cada vez mais visual.

Como vai ser

Vocabulário Visual

  • Elementos-chave para expressão;

  • Desenho de pessoas e expressões;

  • Combinação de elementos adicionais.

  • Ícones e Símbolos
  • Simplificando ideias complexas;

  • Análise e criação de ícones;

  • Uso de analogias e metáforas. 

Pensamento Visual

  • Olhar;

  • Ver;

  • Imaginar;

  • Mostrar.

Tem material?

Ah sim! Olha que incrível os materiais exclusivos desse workshop:

  • Ebook com teoria e referências;

  • Exercícios em PDF para imprimir;

  • Banco de ícones em PNG para utilizar em seus projetos.

Para quem?

Pode falar todo mundo? Ok. Para todos que já reconheceram a necessidade de levar a comunicação a um outro nível, nesse mundo em que o visual é rei. Em especial para: gestores e líderes, comunicadores, educadores e estudantes.

Quem é o mentor?

Lucas Alves. Graduado em Psicologia, especialista em Psicodrama Sócio Educacional, com formação em Design instrucional. Membro do IFVP (International Forum of Visual Practioners), é facilitador de conhecimento e ilustrador. Atua com soluções visuais na criação de materiais educativos para grandes organizações desde 2004.

Carga horária?

8 horas

Quando?

4 e 5 de Dezembro de 2015.

Sexta-feira, das 19h30 às 22h. Sábado, das 10h às 17h

Quanto vou investir?

Até dia 30/11 – R$430

A partir do dia 01/12  – R$470

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Ficou alguma dúvida?

Estamos aqui: contato@coolhow.com.br

Fechou, quero fazer. Qual é o próximo passo?

Vamos lá. Basta fazer sua inscrição.

* Veja nossa política de cancelamento.

Nome *
Nome
Data de Nascimento *
Data de Nascimento
Sexo *
Forma de Pagamento *
Quer receber informações dos próximos cursos? *
Como você gostaria de receber seu certificado? *


View Event →
Workshop Apresentação de Impacto
Dec
1
to Dec 2

Workshop Apresentação de Impacto

  • 1420 Avenida Getúlio Vargas Belo Horizonte, MG, 30112-021 Brazil (map)
  • Google Calendar ICS

O que é?

Uma apresentação matadora, que dê resultado, tem que ter 3 coisas: mensagem precisa, design incrível e um apresentador eficiente. Pegamos esses 3 itens e dividimos em um workshop com três módulos, que você pode fazer em conjunto ou separadamente.

E o que vou aprender?

Módulo 1: Conteúdo  – o que importa é o recheio

  1. Uma boa apresentação: comece pelo Por quê?
  2. Ideias que colam;
  3. A mensagem;
  4. Storytelling em apresentações;
  5. Criação de um Story Board.

Módulo 2: Linguagem visual na prática – as feias que me desculpem, mas beleza é fundamental

  1. Forma e função: cores, formas, tipografia, diagramação, gráficos;
  2. Criação de formas, escolha de fontes e fotos;
  3. Conceitos práticos e básicos de animação.

Módulo 3: Coaching – de que adianta uma boa apresentação sem um bom apresentador?

  1. Aperfeiçoar as habilidades comunicativas;
  2. Melhorar a dicção e a articulação;
  3. Explorar as barreiras verbais;
  4. Adequar a postura ao se apresentar.

Esse workshop é pra mim?

Você precisa fazer uma apresentação arrebatadora pra ganhar:
( ) o cliente
( ) o chefe
( ) a equipe
( ) o investidor
( ) o patrocinador
Se você marcou uma, qualquer uma mesmo, das alternativas acima, a resposta é sim.

Quem são os professores?

A equipe da Smartalk – empresa especializada em apresentações de impacto, com clientes como: Fiat, Net, Sambatech, Localiza, Vale, Sebrae, ArcelorMittal, etc. 

Carga horária?

6 horas por módulo.

Quando?

Módulo 1: 10 e 11 de Novembro
Módulo 2: 15 e 16 de Dezembro
Módulo 3: 1 e 2 de Dezembro

Obs: como os módulos são independentes, não é necessário participar de um para entender o outro.  

Das 19h30 às 22h30

Quanto vou investir?

Cada módulo: R$390
Pacote completo com 15% de desconto: R$990 (economia de R$180)

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Ficou alguma dúvida?

Estamos aqui: contato@coolhow.com.br

Fechou, quero fazer. Qual é o próximo passo?

Vamos lá. Basta fazer sua inscrição.

Nome *
Nome
Data de nascimento *
Data de nascimento
Sexo *
O que você vai fazer
Forma de pagamento *
Como você gostaria de receber seu certificado?
View Event →
Desvendando o Storytelling
Nov
15
10:00am10:00am

Desvendando o Storytelling

  • Avenida Getúlio Vargas, 1420, sala 804 Belo Horizonte, MG Brazil (map)
  • Google Calendar ICS

Já dizia Jerome Bruner: "quer que um fato seja lembrado? Embale-o numa história. Você terá 20 vezes mais chances de ter sucesso". Nesse marzão de informação que vivemos, é fundamental ser mais atraente, seja na hora de transmitir uma ideia, fazer uma apresentação, vender um produto ou um serviço. Venha aprender a contar histórias com quem entende disso.

View Event →
Desvendando o Branded Content
Nov
14
10:00am10:00am

Desvendando o Branded Content

O filme que você está assistindo na TV chegou na melhor parte. Coração apertado no peito, vontade de saltar na tela e acabar logo com aquela angústia. Seus olhos já se encheram de água. Corta. Intervalo. O patrão ficou maluco! Aqui é preço. É pra acabar. Ah, mas é pra acabar mesmo. Não tem nada mais errado que intervalo comercial, não é verdade minha gente? Então, Branded Content é exatamente o oposto desse tipo de frustração, quer dizer, de intervalo.

Branded Content é todo conteúdo produzido por uma marca com objetivo de se aproximar do consumidor. Ele comunica algo (um valor, um serviço, um produto, etc) sem interromper a experiência do usuário. Ou seja, o Branded Content é um filme bom sem intervalo, mas com o comercial cuidadosamente inserido na história.

Maravilhoso, né? Me vê 1 desse, por favor.

Sobre o curso

Pela primeira vez fora de São Paulo, o curso Desvendando o Branded Content já contou com a presença de executivos das maiores empresas de mídia e conteúdo do Brasil, entre eles Rede Globo, Band, Editora Trip, Terra Networks, UOL, YouTube, Facebook, Twitter, além de dezenas de jornalistas e criativos de agências de publicidade e, finalmente, os profissionais corporativos interessados que suas mensagens não sejam "puladas" ou ignoradas. Todos encontraram algumas chaves para entender por que o destino dos produtores de conteúdo está intimamente ligado ao futuro dos profissionais de marca e Marketing.

Programa

Diferenças entre Branded Content, Content Marketing, Native Advertising e tantos outros termos que confundem o mercado.

Passo a passo para garantir a qualidade conceitual de um projeto de conteúdo.

Etapas para criar um ecossistema capaz de gerar peças cada vez melhores.

Técnicas de integração de mensagens comerciais de forma mais contextualizada, evitando a sensação de "merchan de novela".

Tendências que estão despontando pelo mundo e prometem remodelar a forma de pensar a comunicação.

Metodologia

O curso segue um processo de triangulação entre fundamentos, exemplos e exercícios práticos. Até o final do dia, os participantes terão compreendido todos os fundamentos do tema e terão planejado uma plataforma de conteúdo.

Duração

O curso terá duração de seis horas, além de intervalo para almoço e o famoso coffe-break do CoolHow.

Facilitador

Sabe aquela história de "se sua vida desse um filme?", a de Fernando Palacios certamente seria um caso de Branded Content.  Para experimentar inovações de conteúdos, transformou parte de sua rotina em um projeto autoral. Todos os anos passa três meses vivendo como um personagem do livro que está escrevendo. Essa jornada é narrada a busca de um personagem nas redes sociais, já foi a maior página de turismo brasileira e atualmente conta com mais 80 mil seguidores no Facebook. O primeiro capítulo do livro pode ser lido de graça na internet e o projeto foi laureado com o Prêmio Top 5 Widbook Authors 2013.

Aliada a essa experiência, o autor já produziu conteúdos nos mais diversos formatos: desde curtametragens cinematográficos, passando por eventos sensoriais e espetáculos teatrais e até narrativas modernas como um game interativo que contou com milhões de jogadores online.

Em todos esses projetos, o autor contou com apoio de grandes marcas brasileiras, que usufruíram de grandes retornos para seus investimentos. Desde 2010 Fernando Palacios compartilha o que aprendeu em cursos e palestras e já treinou mais de 10 mil pessoas dentro e fora do Brasil.

Quando?

14 de novembro, de 10 às 17:30

Quanto vou investir?

Até dia 9/11 - R$380

A partir do dia 10/11 - R$450

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito

Ficou alguma dúvida?

Estamos aqui: contato@coolhow.com.br

Fechou, quero fazer. Qual é o próximo passo?

Vamos lá. Basta fazer sua inscrição.

Data de nascimento *
Data de nascimento
Sexo *
Forma de pagamento *
View Event →
Oct
29
to Nov 1

O Processo Criativo com Charles Watson

Um workshop para aperfeiçoar sua criatividade. Amplamente ilustrado com textos, vídeos e exercícios e usando fontes das mais diversas disciplinas, as palestras demonstram que a semelhança entre as dinâmicas criativas supera a diferença entre as linguagens. Entendendo os mecanismos que limitam a criatividade, podemos desenvolver estratégias que, ludicamente, contornam essas limitações.

View Event →
[ESGOTADO] Workshop Trend Insights
Sep
19
to Sep 20

[ESGOTADO] Workshop Trend Insights

O que é?

Um workshop para treinar o olhar e captar as mudanças e transformações do mundo capazes de gerar inovação nas empresas. Uma imersão mais do que recomendada para profissionais de marketing, núcleos de inovação e pesquisa, comportamento, moda, consumo e inovação das empresas e agências ou público em geral interessado.

E o que vou aprender?

  1. Treinar o olhar para a captação e observação de novos comportamentos;
  2. Identificar tendências comportamentais e fazer o cruzamento delas com pesquisa de mercado;
  3. Utilizar metodologias. Serão apresentados cases de trabalhos já realizados, com a explicação de como cada metodologia foi aplicada e como os resultados ajudaram as empresas.
  4. O que NÃO fazer quando você trabalha em planejamento/pesquisa;
  5. Como utilizar a antropologia como ferramenta de tradução de tendências captadas do exterior.

Esse workshop é pra mim?

Se você é profissional de marketing ou publicitário, empreendedor ou responsável pela estratégia comercial de uma empresa: já percebeu que sim, né? 

Se você quer compreender o comportamento dos consumidores, a relação dos movimentos sociais e culturais com as tendências para gerar inovação: vá em frente!

Se você trabalha em uma outra área, mas viu aqui a oportunidade de acrescentar uma nova competência ao seu currículo: tá de parabéns. Vem que vai ser lindo!

Quem é a professora?

Lígia Krás. Foi gerente de pesquisa e analista de tendências por dois anos na BOX1824 e diretora de pesquisa e tendências por outros dois anos na WGSN. Trabalhou para clientes como: Future Concept Lab, Mandalah, Studio Ideias, Editora Abril, Natura, Coca-Cola, Unilever, Dakota, Vivo, Globo, Itaú, Boticário, etc. Foi também professora e coordenadora de cursos de Coolhunting (Pesquisa de tendências) por 3 anos na Escola São Paulo, IED e SENAC/SP. Idealizou o curso “ Antropologia, Cultura e Inovação” na Escola São Paulo. Em 2013 foi colunista da revista ELLE. Também colaborou com a Harper’s Bazaar e Vogue. Atualmente, é colunista na Época Negócios. Desenvolve com a Embaixada da Noruega no Brasil pesquisas sobre inovação cultural na Escandinávia, com foco em inovação urbana e cultural, moda, beauty, design.

Carga horária?

10 horas

Quando?

19 e 20 de Setembro. Das 10h às 16h30.

Quanto vou investir?

Até dia 14/09 – R$490
A partir do dia 15/09  – R$540

E a forma de pagamento?

Transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Ficou alguma dúvida?

Estamos aqui: contato@coolhow.com.br

E se eu tiver um grupo com 3 ou mais pessoas, merecemos um desconto?

Merecem! Manda uma mensagem pra gente.

Fechou, quero fazer. Qual é o próximo passo?

As inscrições acabaram. Mas você ainda pode deixar seu nome na lista de espera e torcer por uma desistência. Você pode preencher o formulário também caso queira garantir a pré-inscrição para a próxima data desse curso.

Nome *
Nome
Data de nascimento *
Data de nascimento
Sexo *
Forma de pagamento *
View Event →
Workshop Placemaking: A Cidade como Plataforma
Aug
22
to Aug 23

Workshop Placemaking: A Cidade como Plataforma

Um workshop para marcas, empreendedores e pessoas em geral que querem ser protagonistas da nova dinâmica da cidades. O objetivo desse encontro é transmitir os conhecimentos, habilidades e inspirações necessárias para investigar, desenvolver e implementar projetos de transformação e ressignificação de algum espaço público se apropriando de metodologias de cocriação e experimentação.

View Event →